Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A MARIA & O NÃO

Este blog é d'uma Maria que não vai com as outras.

A MARIA & O NÃO

Este blog é d'uma Maria que não vai com as outras.

ÀS VEZES AS PESSOAS DÃO-ME UMA PIADA...

IMG_3183.heic

 

Bem, antes de mais peço desculpa mas vou ter de fazer um desabafo daqueles enormes e sim, mais uma vez é sobre trabalho.

Acho que já referi por aqui que consegui ficar com um turno fixo, a fazer só tardes. Então não é, que agora, certos colegas (com quem não me dou) dizem que é por cunha? E há outros que choram (é o que dá colocarem crianças a trabalhar em sítios que exigem um certo grau de maturidade) porque eu o consegui?

Eu mato-me a trabalhar e vivo muito para o trabalho. Tenho ambição de chegar mais longe na empresa em que me encontro. Tenho os meus objectivos mas nunca passei por cima de ninguém, não prejudiquei ninguém e muito menos sou lambe botas. É facto, que, me dou muito bem com uma das pessoas quem tem bastante peso nas decisões, mas nunca usei essas ligações para o trabalho, mas sim para o meu eu pessoal, aquele que existe fora do trabalho.

Aqui, começamos por baixo e vamos ganhando novas responsabilidades e certas regalias conforme vão-nos avaliando. E porra, eu sou boa naquilo que faço e pretendo vir a ser cada vez mais.

O meu objectivo é conseguir ficar com o lugar fixo das manhãs, daí passar para responsável de loja e de seguida a gerência. Mas tudo isto a seu tempo, e, como é óbvio com esforço e trabalho. As oportunidades de subir de carreira por aqui são muitas, e apesar de não ser fácil as atingir, eu sei que consigo porque vou fazer para alcançar o que quero.

Não acho é justo pessoas que fazem só merda, que são más, que não tem talento para a coisa se revoltarem. Estudassem, como diz o outro. Abram a pestana e deixem de ser mesquinhos. Se querem tanto ocupar o meu lugar, façam mais e melhor do que eu. Simples.

 

Às vezes parece que nunca saímos da escola primária, só que, no mundo do trabalho, a maldade dos adultos pode causar danos graves, vou então dar-vos um exemplo:

A não gosta de B. Como têm a letra parecida, A decidiu falsificar a assinatura de B, numa guia de descarga, na qual tinha de ser mandada para análise e só depois de analisada e confirmada é que poderia ser assinada. Resultado? B fodeu-se e foi despedido. A conseguiu os louros e subiu de posto. No entanto, A esqueceu-se de com quem estava a falar e contou a C o que fez. C por sua vez contou a D, e D que tem acesso às câmaras de vigilância viu e expôs o assunto à chefia. Com B já não havia nada a fazer. E sinceramente B, nem quis saber do pedido de desculpas depois. C foi dado como cúmplice e junto de A tiveram processo disciplinar. Quem é que foi promovido? D.

 

E é assim...que as coisas costumam funcionar por ali. Santa paciência. Eu não sei ser assim, juro que não. Não entendo este veneno e necessidade de foder o parceiro para se ser alguém. E quando for a minha vez? Eu vou-me só rir. Vou rir porque já vi muitas tentativas de me prejudicarem a mim, mas ... Bom dia! Eu sou menos ingénua do que aquilo que pareço. Não se deixem enganar.

2 comentários

comentar post