Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A MARIA & O NÃO

Este blog é d'uma Maria que não vai com as outras.

A MARIA & O NÃO

Este blog é d'uma Maria que não vai com as outras.

HABEMUS BLOG

VAMOS POR PARTES? OLÁ!

Pela centésima vez na minha vida, estou a criar um blog.

Já tive blogs onde escrevia para os meus namorados, quando era adolescente e pensava que sabia alguma coisa da vida e do amor, os namoros acabaram e com eles os blogs também. Já tive um blog de fotografia, mas como a minha vida já não é tirar só fotos e tals, esse também terminou. Já fui uma wannabe de blogger de moda e coise, mas isso também não tem nada a ver comigo e eu não estava a tirar partido nenhum disso.

Agora quero pura e simplesmente escrever da maneira que gosto, quando posso e sobre o que realmente gosto. Não me quero caracterizar em espécie nenhuma, já vi que não sou uma Maria vai com todas.

Não quero ser cool nem fixe, (eu sei que são sinónimos, mas é aquela cena), quero apenas ser eu. Quero viver a minha vida e poder partilhar isso seja com quem for, ou com ninguém, tanto me faz.

Não tenho ambições com isto, portanto serei sempre transparente naquilo que falo, ou melhor, escrevo. Isto é um promessa.

 

PORQUÊ DDOLVR?

DDOLVR acaba por ser algo que até não se entende bem, eu sei. Nunca tive grande talento para dar nomes às minhas coisas. Então decidi pegar em algumas letras do meu nome e formar isto: D de Débora, D de De, OLVR de Oliveira. Já que este espaço será como uma segunda casa, porque não ter o meu nome? Não quer dizer com isto que com o tempo não vá vir a mudar, mas por enquanto fica assim.

 

PORQUÊ A MARIA & O NÃO?

Porque não sou mesmo, de todo uma Maria que vai com todas. E porque adoro o nome Maria. E porque o primeiro nome escolhido não fazia lá muito sentido seja ao ouvido como na leitura. Porque o blogue é meu e porque quero e posso. Porque finalmente tive ajuda preciosa a escolher o raio do nome. Porque me identifico. Porque tem a minha cara. Porque é a minha cara. Continuo?

 

UM (GIGANTE) SOBRE MIM

20247964_2155771304652330_350251790217783230_o.jpg

 

Tenho como pseudo-heterónimo o nome de Maria, mas podem-me chamar pelo meu próprio. Com vinte e sete anos e ainda cara de criança, sou metade alfacinha (pai) e metade algarvia (mãe) com uma mistura polaca vinda lá dos avós dos avós paternos.
Sou toda bipolaridade sentimental e inconstância, nenhum dia é igual. Gostava de viver a preto e branco e sou terrivelmente apaixonada por fotografia e livros.
Sou muito extrovertida e extremamente arrogante quando tem de ser, o que acaba por ser engraçado. Tenho seis tatuagens cheias de amor e só um piercing.
As pessoas mais importantes para mim, sem ser eu mesma (selflove and selfcare são sempre importantes), são a minha família, os meus amigos chegados e o meu gato de estimação que se chama Romeu.
Tenho muito rock, jazz e alternative na colecção musical mas no dia-a-dia ouço de tudo... menos kizomba por amor de deus.
Toda a cultura asiática é a minha praia, e quero muito ser fluente em japonês, chinês, coreano e tailandês ... e não, não são todos a mesma coisa.
Tenho o horrível vicio de comprar coisas que não preciso, falo pelos cotovelos e gosto de escrever com minúsculas.
Tirei Marketing, Relações Públicas e Publicidade, tenho também curso de Multimédia mas hoje em dia o meu sonho é abrir a minha própria gráfica (atualização a 7/8/19 - ser rica!).
Já quis ser veterinária, bióloga marinha, secretária de grandes empresas, mas a matemática nunca foi a minha melhor amiga.
Hoje sou apenas a Débora que já viveu fora de casa dos pais, que deu em louca no trabalho anterior, que por ventura voltou à casa dos pais e largou um emprego que não a fazia feliz. Porém, todos os dias há uma aventura nova para contar. Estou apenas a me querer focar em clichés básicos da vida: acabar de pagar o carro (Nissan Micra MK16 - 2018), voltar ginásio de vez, conseguir uma carreira que me faça crescer como pessoa, voltar a sair de casa, e ter um dia filhotes (quem sabe?) e muito dinheiro na conta bancária para viajar.
E metam todos esses objectivos com pouca paciência, muito sono e muita perguiça.
 
AH, E ANTES QUE ME ESQUEÇA... BEM-VINDO(A)!

 

2 comentários

comentar post